quarta-feira, 28 de outubro de 2009

LUTERO E A JUSTIÇA DIVINA

No dia 31 de outubro lembramos os 492 anos da Reforma Luterana. Por isso, queremos, hoje, refletir um pouco sobre Lutero e a Justiça Divina.
Será que Deus é realmente justo? Por exemplo: quando Deus promete perdoar, o que será que ele leva em conta? Nossas ações, nossos pensamentos, nossas palavras, nossa vida?
Se Deus fosse levar em conta a nossa vida para aplicar a sua justiça, certamente não teríamos outro caminho senão a condenação eterna.
No tempo em que Lutero viveu, a Justiça Divina estava mascarada, manchada, diminuída, pela atitude do clero e de pessoas que queriam manipulá-la. A igreja “vendia” a salvação por moedas, campos, gado, heranças, e duras penitências.
Porém, no dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero publicou suas 95 teses, revelando ao mundo aquilo que jamais deveria ter esquecido e escondido: Deus nos ama, e ele nos torna justos por meio da fé que nele depositamos.
Através da atitude de Lutero, este servo de Deus, o mundo, mais uma vez pode ter acesso ao Seu amor, que é nosso através de Cristo.
Hoje, a Justiça Divina continua a vir a nós: Justiça de Perdão, Justiça de Amor, Justiça de Paz, Justiça que traz esperança!
REFLETE COMIGO: Senhor Deus. Que o teu reino venha a nós, e assim a tua justiça se faça presente em nossa vida. Abençoa a Tua amada Igreja, para que permaneça fiel ao teu amo. Por Jesus, Amém.

Um comentário:

Pr. Herivelton disse...

Obrigado pelo belo texto! Vou replicar no www.luteranapazrio.blogspot.com, ok?
Abração!
Pr. Herivelton