quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Vingança!

Você já foi injustiçado ou ferido por alguém? Já teve vontade de se vingar? O que fazer nessa situação? O que as pessoas de nosso tempo costumam fazer?

Em uma aula de Ensino Religioso, conversávamos sobre como é difícil as pessoas entenderem o “dar a outra face” e o “amar os inimigos” ensinados por Jesus em Mateus 5. Citei então uma bela frase de Ibsen Pinheiro em entrevista à revista Istoé: “Aprendi que o ódio faz mal ao hospedeiro, nunca ao seu alvo. O ódio é um veneno que faz mal a quem o agasalha.” Para minha surpresa, mal acabei de dizer a frase, e um aluno respondeu: “Professor, isso o Sr. Madruga já disse ao Chaves: A vingança nunca é plena, mata a alma e envenena!”.

O ex-deputado e o personagem do seriado mexicano estão certos: Se você deixa o ódio tomar conta do seu coração e acha que a vingança é o melhor remédio, cuidado para não se envenenar. Se está se sentindo injustiçado, leve a sua causa a Deus em oração e, se necessário, procure os seus direitos de maneira correta e sem violência.

E se às vezes faltam forças para vencer a mágoa dentro de você, lembre-se de Jesus, e de como ele amou, até o fim, mesmo os que o perseguiam. Ele fez tudo isso para que você pudesse ser salvo, perdoado. Jesus escolheu pagar o mal com o bem, e isso nos trouxe um resultado maravilhoso

Não paguem a ninguém o mal com o mal. Procurem agir de tal maneira que vocês recebam a aprovação dos outros. No que depender de vocês, façam todo o possível para viver em paz com todas as pessoas. Meus queridos irmãos e irmãs, nunca se vinguem de ninguém; pelo contrário, deixem que seja Deus quem dê o castigo. Pois as Escrituras Sagradas dizem: "Eu me vingarei, eu acertarei contas com eles, diz o Senhor." Mas façam como dizem as Escrituras: "Se o seu inimigo estiver com fome, dê comida a ele; se estiver com sede, dê água. Porque assim você o fará queimar de remorso e vergonha." Não deixem que o mal vença vocês, mas vençam o mal com o bem. (Romanos 12.17-20)

4 comentários:

Gisah disse...

Oii, professor. :D
Legal esse tema, porque com tanta injustiça no mundo somos levados a nos vingar - sendo que só Deus faz justiça com sabedoria. ^^
Depois me manda as imagens e como você quer que o novo template fique.

Beijo, tchau! =D

Anônimo disse...

É que se pensarmos bem, quantas vezes a gente tem que dar a outra face Pr.? Está escrito em algum lugar o número de vezes que um cristão tem que repetir esta reação? Chega um momento de parar e pensar o quanto este gesto vale a pena!!?? Porque não é fácil. Muito embora seja está a bandeira que o Sr. e todos os seus colegas Pastores aprenderam, durante anos de teologia, mas é complicado!!!??
Penso que se deixarmos nas mãos de Deus, não sei Ele é muito bravo, Suas Palavras são: "O salário do pecado é a morte"! Quem mede este tamanho de pecado para ser sentenciado um Cristão à morte??!!!
Penso que aí tem uma saída, podemos ignorar, este suposto pecador. E desejar do Fundo de nosso coração assim:" Sempre em dobro", para todos que fizerem ou desejarem algo para a gente. Daí, então, eu penso que esta é a parte que Deus já sabe, né. Desta frase em diante Ele, saberá o que fazer.
Então!
Sou um tanto radical, não acha!
Boa Semana .
Até!

Pr. Herivelton disse...

Olá, Anônimo!
Bom, está escrito quantas vezes devemos perdoar. "Sete vezes", perguntou Pedro. "Não, mas setenta vezes sete", disse Jesus. E Pedro nem fez o cálculo, pois sabia que não se tratavam apenas de 490, mas sempre pardoar.
Agora perdoar não significa deixar de se defender ou de buscar a justiça.
Concordo com você que é preciso clamar a Deus por justiça. Aliás, se você procurar entre os Salmos, vai encontrar alguns que são orações pedindo que Deus castigue os que fazem o mal e faça justiça.
A diferença reside nisso: não somos nós que nos vingamos ou fazemos a justiça, mas Deus.
Para nós, a melhor maneira de agir é retribuindo o mal com o bem, pois assim não seremos nós os envenenados com o ódio.
Se alguém te faz o mal, e você se enche de ódio e rancor, quem é que sofre? Ele ou você?
Perdoar, buscar justiça e até pedir que Deus a faça não são sentimentos que se excluem mutuamente.
E, antes que eu esqueça, não, você não é muito radical! Você está questionando, e isso sempre é bom no amadurecimento da fé!!
Abraço!

Anônimo disse...

Muito obrigado por sua gentil atenção, comentando meu depoimento!
Sou uma pessoa imperfeita e pecadora! Este desprendimento de tudo, onde se diz que devemos perdoar, aquela quantidade de vezes, que o Sr. fez o calculo, não é fácil!
Pra mim perdoar, tem o sentido de concordância com o erro!
Se estou caminhando e dou um encontrão com um estranho, peço desculpas, pois o choque foi intencional, certo!!?? Porém se alguém que se conhece a bastante tempo, te trai, por exemplo, este não foi sem intenção, concorda??!! Certamente este "Ato", foi pensado, pelo menos uma vez, né! Dificilmente se acorda de manhã, e pensa:" Pode ser que chova, pode ser que faça frio, pode ser que eu traia hoje.......
Então! ( nunca ninguém disse que conviver com pessoas, seria fácil!!
Por isto que, cada um pensa que sabe(me incluo aí), se dói mais uma "topada" com uma pessoa, ou uma traição!!!! (preciso pensar mais um tempo neste assunto).
Bom Feriado!
Até!