terça-feira, 6 de novembro de 2007

Calças molhadas

A Cena acontece em uma sala da 3a série.

Há um menino de nove anos sentado na sua carteira e de repente há uma poça entre seus pés, e a parte dianteira de suas calças está molhada.

Ele pensa que seu coração vai parar porque não pode imaginar como isso aconteceu.

Nunca havia acontecido antes. Ele sabe que, quando os meninos descobrirem, nunca o deixarão em paz. E quando as meninas descobrirem, nunca mais falarão com ele enquanto viver.

O menino acredita que seu coração vai parar; abaixa a cabeça e faz esta oração:
”Querido Deus, isto é uma emergência! Eu necessito de ajuda agora! Mais cinco minutos e serei um menino morto”.

Levanta os olhos de sua oração e vê a professora chegando com um olhar que diz que foi descoberto. Enquanto a professora está andando até ele, uma colega chamada Susi está carregando um aquário cheio de água. Susi tropeça na frente da professora e despeja inexplicavelmente a água no colo do menino.

O menino finge estar irritado, mas ao mesmo tempo interiormente diz “Obrigado, Senhor! Obrigado, Senhor!”

De repente, em vez de ser objeto de ridículo, o menino é objeto de compaixão.
A professora desce apressadamente com ele e dá-lhe shorts de ginástica para vestir enquanto suas calças secam. Todas as outras crianças estão sobre suas mãos e joelhos limpando ao redor de sua carteira.

A compaixão é maravilhosa. Mas como tudo na vida, o ridículo que deveria ter sido dele foi transferido a outra pessoa – a Susi.

Ela tenta ajudar, mas dizem-lhe para sair. “Você já fez demais, sua desastrada!”

Finalmente, no fim do dia, enquanto estão esperando o ônibus, o menino caminha até Susi e lhe sussurra: “Você fez aquilo de propósito, não foi?”

E Susi lhe sussurra de volta: “Eu também molhei minha calça uma vez”.
Possa Deus nos ajudar a ver as oportunidades que sempre estão em torno de nós para fazer o bem.

Lembrem-se... Apenas ir à igreja não o faz um cristão, da mesma forma que ficar em sua garagem não o transforma em um carro. Cada um e todos nós estamos atravessando épocas difíceis agora, mas Deus está pronto para abençoar-nos de uma maneira que somente Ele pode fazer. Mantenha a fé.

(procura-se o autor)

3 comentários:

Anônimo disse...

"A compaixão é maravilhosa. Mas como tudo na vida, o ridículo que deveria ter sido dele foi transferido a outra pessoa". Comentário: Desde quando "tudo na vida" é assim? Quando pedimos a Deus que ajude uma pessoa que tem alguma dificuldade, Deus não transfere esta dificuldade para o outro.Transferir a dificuldade para o outro seria injustiça. Mas, Deus não é injusto com ninguém! Este pensamento é um equívoco. Pelo contrário, Deus sempre se manifesta com amor, graça e misericórdia com aqueles que fazem misericórdia: "Felizes as pessoas que têm misericórdia dos outros, pois Deus terá misericórdia delas" (Mt 5.7 - BLH). Além disso, nenhum filho de Deus precisa se tornar ridículo para ajudar alguém. Acho até o contrário, ridículo seria um colega não ajudar o outro em suas dificuldades, especialmente quando se consideram cristãos.
"Apenas ir à igreja não o faz um cristão". Comentário: É claro que não! Mas este argumento sempre é usado por quem não vai ou não quer ir à igreja. Isto acontece muito com pessoas que só conhecem "um tipo de igreja" , que não fala a Palavra verdadeira, que não orienta de fato as pessoas no caminho da salvação em Jesus Cristo para uma vida abençoada, também já aqui na terra. Mas, Deus nos deu o 3º Mandamento: "Santificarás o dia de descanso". Se pesquisarmos na Bíblia, veremos que, tanto no AT como no NT, este "santificar" envolvia a ida ao templo para ouvir a Palavra, para servir ao Senhor, para os Sacramentos (Batismos e Santa Ceia), para orar, etc.. O Ap. Paulo escreve aos Hebreus, 10.25: "Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assitir às nossas reuniões. Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês vêem que o dia está próximo". (Dia = Juizo Final). Jesus disse: "Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso não me dais ouvidos, porque não sois de Deus". (Jo 8.47). Lembrar: Cristão é aquele que crê em Jesus Cristo como seu único Deus Salvador e único Mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5). Pois, Jesus é Deus encarnado e nosso Salvador.(Ler 2ª Epístola de João).

cley disse...

gostei da histórinha

Thalia disse...

Muito lindo o texto e mostra a realidade do que acontece realmente, mesmo que alguns nao assumam, é isso que acontece, voce ajuda um, mas sempre tem outros para te julgar por isso, se esse ato nao for explicito. Se você ajuda um em segredo e alguem nao estende o que voce esta fazendo ele vai te julgar errado por não saber do que se trata. do mesmo modo que a susi ajudou jogando água no menino, se as pessoas soubessem o porque algumas iam ate se emocionar outras iriam deboxar do menino. Pois nem todos tem a alegria de ter Deus em seus corações a alegria da bondade com os outros. Muitas pessoas,(não todas) fazem as coisas justamente para alguém ve, e para ser reconhecido. feliz é aquele que faz por bondade e nao por reconhecimento.
E concordo plenamente, IR A IGREJA NAO TE TORNA UM CRISTAO. Ja fui muuuuuito a varias igrejas, das mais variadas denominações. mas foi fora de uma igreja que descobri que no dia do julgamento Deus nao vai vir a mim e perguntar de qual igreja voce é?
ele vai saber o que eu fiz em toda minha vida, o que fiz de bom e o que de ruim. Não to falando mal da igreja, eu amo ir a igreja me sinto super bem la, acho muito bom entender mais da palavra de Deus, ja me emocionei muito quando o culto parecia que era pra mim, Deus sabe de que precisamos, e quando eu preciso da palavra dele ele envia alguém pra falar comigo, mesmo quando eu nao to dentro de uma igreja.
Achei a história linda, e é o que mais acontece.
Se os seus colegas nao estao entendendo porque fez algo. Você pode ter a certeza que Deus está vendo. E é isso que conta.
BjO!